Publicado por: albinomau | Abril 19, 2008

Analfabeto, eu me confesso

Numa Sociedade letrada, quando se referem a mim, referem-se a alguém que vive num meio urbano, escolarizado que não tem o domínio da palavra escrita, que pertence a um grupo social muito homogéneo, grupo esse que é composto por trabalhadores pouco qualificados, com uma história mal sucedida no seu percurso escolar.

A caracterização que me é dada, é de analfabeto, devido à minha incapacidade de utilizar correctamente escrita para me expressar.

Apesar dos conhecimentos acumulados devido ao acesso à informação global, que faz com que eu crie as minhas regras no sistema de escrita, para os “doutores” não deixo de ser um analfabeto.

È obvio que, numa sociedade carregada de intelectuais, dificilmente se encontram gente completamente analfabeta, apesar de mesmo assim estarmos em desvantagem como consumidores da palavra escrita.

O mundo letrado, define os graus de analfabetismo usando a sua capacidade de reflexão sobre o contexto que lhe interessa no seu relacionamento intelectual, utilizando o pensamento dominante letrado e urbano, marcado pelo sentido de superioridade, relativamente aqueles que se pretende dominar intelectualmente

Anúncios

Responses

  1. Pensando assim, quase todos somos de fato, analfa betos… ou analfa rodrigos… Mas deixando de lado a piadinha tosca, acho que todos temos dificuldade de nos expressar, poucos conseguem superar essa dificuldade, esses sim são os verdadeiros doutores.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: